quarta-feira, 6 de junho de 2007


[ Desde muito cedo | sabemos que as Amizades | são o nosso início, meio e fim | e não há nada e ninguém | que impeçam os grandes amigos | de se reencontrarem | Reconstruímos a vida | entre palavras, sereias, cappuccinos, amores, risos, casos, becos, bares | A nossa fraterna amizade parece eterna | Porque mesmo no silêncio do tempo ou | no correr da estrada | não se corrói, não se corrompe, não se destrói | Transbordamos de falar, de ouvir, de amar | Sem medir as conseqüências ou | calcular os gestos, sonhos, afetos | Não nos iludimos com as aparências | Não importa onde estamos | Vivos, mortos, aos prantos | Felizes nos encontramos ]

Mais uma das coisas que encontrei no orkut e que realmente parecem fazer sentido!!
Postar um comentário